Evolução da Securitização de Recebíveis do Agronegócio no Período de 2011 a 2016

Emerson Romualdo Fernandes, Juliana de Santana Reis, Jessica Barros Anastácio

Resumo


Nos últimos anos, a evolução no volume de operações de securitização de recebíveis do agronegócio tornaram-se expressivos no mercado de capitais. Dada a importância do agronegócio no desenvolvimento da economia do Brasil, o objetivo geral desta pesquisa é analisar a evolução da securitização de recebíveis do agronegócio entre 2011 e 2016, fonte alternativa de captação de recursos. Os objetivos específicos são: descrever a estrutura de operação de securitização; expor o ponto de vista de especialistas sobre a securitização. A pesquisa tem carater exploratório que utilizou como método a análise de dados secundários e entrevistas estruturadas com especialistas do mercado de capitais. Os resultados apontam grande evolução da securitização de recebíveis do agronegócio, por meio indicadores como o crescimento de 500% de securitizadoras entre 2011 e 2016. As ofertas públicas, entre 2011 e 2013 atingiram R$ 1 (um) bilhão de reais e somente em 2016, atingiram R$ 9,5 (nove bilhões e quinhentos milhões) de reais. Conclui-se que o setor evoluiu principalmente nos últimos 3 (três) anos e ainda está em fase de expansão, e nos próximos anos estará em fase de consolidação, como a principal fonte de captação de recursos dos agentes que participam do agronegócio. Esta pesquisa justifica-se pela necessidade de apresentação da securitização como fonte alternativa de captação de recursos e contribui para o conhecimento da securitização por originadores e investidores.

Texto completo:

PDF


Av. Liberdade, 532 - Liberdade - CEP 01502-001 - São Paulo
©1998-2011 FECAP - Todos os direitos reservados.
ISSN - 2179-5975