A Múltipla Percepção dos Elementos de Autogestão em uma Instituição Religiosa

Almir Zampolo

Resumo


Na sociedade autogerida, as decisões devem ser tomadas pela coletividade. Mesmo existindo um sistema de representação com delegados eleitos, essa representação apenas será efetiva, se tais representações estiverem diretamente ligadas e submetidas ao poder de seus representantes. Para decidir é necessário conhecimento e informações, além da definição dos critérios. Na hierarquia do comando, aqueles que decidem possuem o acesso às informações, fazendo que sejam tolhidas as capacidades dos demais membros, a iniciativa e a criatividade que, segundo CASTORIADIS (1993), ficam reservadas à direção. O saber e a competência são requisitos especializados, portanto, fora de seu domínio especial, isto é,umbomtécnico não é melhor que os demais membros da coletividade para tomar decisão. Ao contrário, é a coletividade quem pode conhecer melhor as reais condições nas quais serão aplicadas as decisões. Centralizando-se a decisão nas mãos de poucos privilegiados, os resultados podem ser: conflito e desperdícios. A proposta de pesquisa deste artigo visa aprofundar a análise sobre autogestão enfocando uma instituição religiosa, a Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, Ordem Franciscana dos Frades Menores. Com base nessa realidade pesquisada, investigar conceitos e poder contribuir com a teoria no que se refere à autogestão. Trata-se de uma pesquisa exploratória de caráter qualitativo.

Palavras-chave: Autogestão. Participação. Organização. História da religião.

 

ABSTRACT

In a self-managed society, decisions should be taken by the collectivity. Even if there is a system of representations with elected delegates, this representation will be only effective wether such representations are directly linked and subordinated to the control of those who represent them. In order to make any decision, it is necessary to have knowledge, information and criteria definitions. In the hierarchy of control, those who decide are allowed to have access to some information, unabling others to do so according to CASTORIADIS (1993). Knowledge and competence are specialized items therefore, out of his domain, a good technician is not better than any other member to make a decision. On the contrary, it is the collectivity which should know the real conditions better and consider them to decide. If a decision is centralized by a certain privileged group, the results may be conflict and wastefulness. This study proposes to deepen the analysis about selfmanagement focusing a religious institution, "; Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, Ordem Franciscana dos Frades Menores";. Based on this reality, the article aims to investigate the concepts and shed some light onto the theory related to self-management. This study is an exploratory qualitative research.

Key words: Self-management. Participation. Organization. History of religion.


Texto completo:

PDF


Av. Liberdade, 532 - Liberdade - CEP 01502-001 - São Paulo
©1998-2011 FECAP - Todos os direitos reservados.
ISSN - 2179-5975